15 animais mais rápidos do Mundo

O ser humano mais rápido do mundo conquistou a medalha de ouro nas olimpíadas de 2011. Justin Gatlin atingiu a marca de 100 metros em 9 segundos, o equivalente a 0,6 quilômetros por hora.

Um número inferior se comparado aos animais do planeta que vamos enumerar aqui! Vamos conferir?

Qual animal mais rápido do mundo no ar?

No ar, a ave que ganha disparado em todos os sentidos é o falcão-peregrino. No caso dos pássaros, a velocidade é uma grande característica, já que eles recebem uma ajuda e tanto: a gravidade.

O falcão-peregrino é um animal de médio porte e faz parte do grupo das aves de rapina diurna.

Este tipo de ave faz parte da ordem Falconiformes que somam pelo menos 257 espécies diferentes de pássaros. O falcão-peregrino pode ser encontrado em todo o mundo, até mesmo aqui no Brasil.

No entanto, se você pretende viajar para a região da Antártida, esqueça! Lá é o único lugar onde essas aves velozes não são encontradas!

Essa espécie, geralmente, tem preferências por ambientes montanhosos ou costeiros, mas isso não impede de encontrá-la em uma grande metrópole, como por exemplo, São Paulo.

Vale lembrar que embora seja encontrado no Brasil, o falcão não se abriga por aqui. A América do Sul é apenas um continente que acolhe a espécie durante seu processo migratório.

Além de ser a ave mais veloz do mundo, o falcão-peregrino é o animal mais rápido do planeta, podendo alcançar uma velocidade de 320 km/h.

O pássaro é ornitófago, ou seja, se nutre, exclusivamente, de outras aves durante o voo. A ave é caracterizada por suas asas pontiagudas e finas, o que favorece a velocidade atingida e a caça.

No mundo terrestre, ninguém consegue vencer uma corrida com o felino guepardo.

O felídeo, que tem a savana como habitat natural, é encontrado na África, no sudoeste da Ásia e na península Arábica.

O guepardo é caracterizado pelas ranhuras nas patas que fazem com que eles se locomovam melhor quando atingem velocidades de 115km/h.

Fisicamente, o animal possui uma grande semelhança com o leopardo, também da família dos felídeos.

O felino possui um corpo musculoso, pernas longas, focinho curto, pelo amarelado com pontos pretos.

No entanto, vale ressaltar que embora o guepardo seja caracterizado pela sua rapidez, as corridas em alta velocidade duram um curto período de tempo: o animal atinge 115 km/h a cada 500 metros.

Na cadeia alimentar, o felino é um predador e utiliza do seu dom de alcançar altas velocidades para caçar suas presas.

Não é só na terra, não é só no ar! Na água também existe o animal mais veloz. Estamos falando do peixe Agulhão-Vela, ou simplesmente, Marlim, como são muito conhecidos.

O Agulhão ganha qualquer batalha contra o nadador e campeão olímpico Michael Phelps. Ele pode alcançar um recorde de até 115 quilômetros por hora.

Suas características denominam sua velocidade, afinal, o Marlim possui uma grande nadadeira em forma de vela de barco (por isso, ele também é conhecido como peixe vela).

Seu bico lembra muito uma espada, outra denominação de outro nome que o designa: peixe-espada. Fisicamente, o Marlim é um peixe muito bonito.

Ele apresenta faixas verticais e suas cores se misturam entre o azul e o prateado. No Brasil, o agulhão pode ser encontrado em quase todas as regiões: Norte, Nordeste, Sudeste e Sul.

No entanto, ele vive em locais mais profundos. Então, já sabe! Para encontrar um agulhão-vela, somente praticando mergulho! O peixe veloz se alimenta de outros peixes oceânicos, como: atuns, dourados, além de lulas, crustáceos e polvos.

Além do guepardo, do agulhão e do peregrino, há outros animais que alcançam uma velocidade ímpar e são caracterizados pela rapidez e agilidade. Vamos conferir?

Nativo da América do Norte, mais precisamente do rio Missouri (um afluente do rio Mississippi, localizado nos Estados Unidos), O antilocapra atinge uma velocidade de até 98 quilômetros por hora.

Ele também é encontrado nos estados de Alberta e Saskatchewan, no Canadá, e no deserto de Sonora, no México. Também denominado como antílope americano, o animal é da espécie de mamíferos artiodáctilos ou girafóides.

Com peso que varia entre 35 e 60 quilos, o antilocapra possui pelagem dourada, queixos brancos e um par de cornos.

O antílope americano é o segundo animal terrestre mais rápido do mundo, ficando atrás apenas do guepardo. O animal é herbívoro, se alimentando principalmente de ramas, folhas e cactos.

Depois do guepardo e da antilocapra, o terceiro animal terrestre mais rápido do mundo é o gnu-de-cauda-preta, chegando a até 80 km/h.

A espécie da família dos bovídeos é natural do Leste e do sul da África. Como o próprio nome já diz, o Gnu possui caudas pretas, porém sua pelagem é cinza.

O coiote também é considerado um dos animais mais rápidos do mundo. Habitante das Américas do Norte e Central, o mamífero pode atingir até 70 quilômetros por hora.

Mesmo alcançando uma velocidade menos 20 quilômetros, acreditem, o coiote é um dos predadores do antilocapra.

O coiote é encontrado em diferentes tipos de habitats localizados nas américas central e do Norte, como: florestas, montanhas, desertos, planícies e até mesmo lugares com clima tropical.

Além de se alimentar do antílope americano, a dieta do coiote também inclui: peixes, bezerros, ovelhas, pássaros, alces, além de cobras.

Natural das savanas africanas, as zebras podem chegar a 64 km/h. O mamífero é caracterizado por suas listras em preto e branco que, muitas vezes, junto a sua velocidade, confunde os predadores. Este mamífero é herbívoro, e se alimenta, basicamente, de pastagens.

Um dos predadores da zebra, o leão, encontrado nos continentes africanos e asiáticos, é famoso por ser o rei dos animais. Esta denominação se caracteriza, principalmente, por se tratar de um mamífero altamente veloz.

Seu grande atributo é a caça, que é facilmente exercida por se tratar de um animal que alcança 80 km/h. Dono de uma pelagem curta e amarelada, o leão possui uma juba castanha característica.

Acredita-se que a juba é um meio do felino se defender contra predadores.

Por falar nas savanas africanas, lá também vive outro animal que tem a agilidade como característica. Estamos falando da gazela-de-thomson que pode correr a uma velocidade de 100 quilômetros por hora.

Este animal pode alcançar uma velocidade alta ao fugir de seus predadores, principalmente, o guepardo. As gazelas são famosas por saltar verticalmente no ar e por possuir listras pretas pelo corpo.

Ainda na África, encontramos a cabra-leque que pode alcançar 90 quilômetros por hora. Ela também é considerada uma gazela, porém, diferentemente da gazela-de-thomson, o animal é pequeno (com apenas 75 centímetros de altura) e tem cores castanha e branca.

Da família Cervidae, o uapiti é nativo da Ásia, mas pode ser encontrado na América do Norte. A espécie de veado pode atingir 72 quilômetros por hora.

Ao mesmo tempo que é veloz, o uapiti também tem um peso considerável, podendo chegar a até 330 quilos. O cervídeo se alimenta basicamente de folhas, cascas de árvores e erva.

75 quilômetros por hora! É essa a velocidade que uma lebre-comum ou lebre-europeia pode atingir. Normalmente, o animal é encontrado na Europa, em partes da África e da Ásia. A lebre se abriga em tocas rasas e vive sozinha.

O animal também é encontrado nos campos e dunas da América do Sul.

Não é à toa, que os cavalos quarto-de-milha são usados nas corridas! A raça, de origem Inglesa e Espanhola atingem uma velocidade de 88 quilômetros por hora.

Esta raça foi a pioneira nas corridas entre animas no século XVII e participa de campeonatos até os dias atuais!

Já sabemos que o falcão-peregrino é a ave mais rápida do mundo, mas também existem outras espécies que voam de forma veloz. É o caso das fregatas.

Este pássaro de grande porte e asas compridas não andam em terra e não conseguem nadar, por isso pousam, apenas, em lugares muito altos: como o topo de um penhasco.

A fregata pode atingir 150 quilômetros por hora durante o voo e utiliza desta caraterística para roubar alimentos de aves marinhas.

O pássaro tem uma plumagem preta ou preta e branca. A ave é encontrada desde o litoral brasileiro até a América do Norte.

Além do agulhão, existe um outro animal oceânico que possui uma característica em comum a todos esses animais já citados: a rapidez.

O êider-edredão, ou simplesmente pato-eider é nativo das zonas costeiras da Europa, além de viver na Groelândia, no Canadá, no Alasca e na Sibéria.

O pato atinge 76 km/h e pode migrar no inverno para o sul da França ou Portugal.

Leia Também: